Ipiaú: Filha de vereadora foi vítima de diagnóstico médico errado

margarete

Foto: Divulgação

A jovem Érica Chaves, filha da vereadora Margarete Chaves e do empresário Peri, sofria há pelo menos dois anos as consequências do tratamento de uma espondilite anquilosanta, doença inflamatória crônica, que ainda não tem cura e que afeta as articulações do esqueleto axial, especialmente as da coluna, quadris, joelhos e ombros. O diagnóstico havia sido feito por médicos da capital baiana, que ao longo de todos esse tempo nunca pensaram em fazer uma contraprova aos exames solicitados da paciente.  Após uma transferência de Érica para uma consulta detalhada com especialistas de São Paulo. A surpresa boa aconteceu quando, a partir daí, os médicos paulistas a diagnosticaram com outra doença, tuberculose óssea, que tem tratamento e cura. ” Dentro de um ano minha filha estará totalmente curada, com fé em Deus”, disse a vereadora. Érica agora deverá realizar uma série de viagens para tratamento em São Paulo a cada três meses. A partir do novo diagnóstico suas expectativas em qualidade de vida e saúde aumentaram muito. Ela deverá em breve levar uma vida normal. Um dos médicos que examinou Érica chegou a ficar emocionado ao dizer: “Essa menina é muito forte. Nesses dois anos a doença dela só fez progredir. Ela poderia ter morrido”. Ipiaú Online / Adaptado

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *