Jequié: Agrônomo pagou para matar mototaxista

Bob Lula teria sido morto por vingança a mando de Abelardo Uzêda filho (montagem reprodução)

A equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Jequié, sob o comando do delegado Almir Fernandes, conseguiu elucidar o assassinato do mototaxista Luiz Carlos Brito Bomfim, apelidado de “Bob Lula”, morto a facadas na tarde de 3 de julho deste ano, após ter atendido a solicitação de uma corrida. O passageiro que conduzia teria cometido o crime nas proximidades do Loteamento Beta Ville, região da Rua da Linha (Bairro Caixa d’Água). De acordo com a polícia, o suspeito de ser mandante do crime, é o engenheiro agrônomo Abelardo Martins de Uzêda Filho, que teria contratado para consumar o fato, Thiago Reidner Almeida Santana e outros dois elementos pagando a importância de R$ 1.500. Os três receberam mandados de prisões temporárias. De acordo com informações da polícia, Abelardo teria se envolvido em uma briga e o mototaxista Bob Lula, teria se envolvido defendendo um rapaz que estava sendo agredido tendo inclusive testemunhado em seu favor na delegacia de polícia. O agrônomo teria sido enquadrado em inquérito policial por agressão física a terceiro, indo responder ao processo na justiça. A partir daí ele teria jurado de morte o mototaxista, ameaça que veio a ser consumada.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *