Sol começa o ano com ‘buraco’ perto do polo sul do astro

O Sol começou o novo ano com um grande buraco coronal perto do polo sul do astro – a região é mais escura e com densidade mais baixa. Um instrumento da Nasa conseguiu captar o fenômeno em 1º de janeiro. Segundo a Nasa, os buracos coronais são regiões da camada mais externa do sol, onde o campo magnético se estende para ao espaço ao invés de ficar na superfície do astro. As partículas se deslocam ao longo desses campos e podem acabar deixando o sol, ao invés de ficarem presas na superfície. Enquanto as partículas que continuam presas na superfície brilham, as regiões em que as partículas escaparam para o espaço ficam bem mais escuras, dando a aparência de que ali há um buraco.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *