Brasileiro chega a dever sete vezes o que ganha por mês

Jogar uma dívida a perder de vista pode aumentar o valor do débito inicial em até 70%, um gasto que acaba se tornando sete vezes maior do que a própria renda mensal do inadimplente. É o que aponta a pesquisa Recuperação de Crédito no Brasil, encomendada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo Portal de Educação Financeira Meu Bolso Feliz, e foi realizada com 8 mil devedores em 27 capitais brasileiras. Em média, segundo o estudo, o consumidor inadimplente está com o nome sujo há aproximadamente dois anos, deve, em média, para quatro diferentes empresas e tem um débito total de R$ 21.676 às empresas credoras. As multas e taxas de atraso já embutidas correspondem a 768% da renda familiar mensal. Segundo a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, o objetivo da pesquisa foi identificar de que maneira o consumidor fica endividado e o que ele faz para se livrar dessas dívidas. “Constatamos que as pessoas não costumam somar quanto gastam. Quando se dão conta, o dinheiro que devem é bem maior do que a renda que possuem”, diz. “As dívidas muitas vezes acabam nascendo de uma compra não planejada no orçamento e ganham volume com o tempo que leva para ser paga, visto que o que acaba alimentando o volume dessas dívidas são os juros”, conclui.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *