MST deve ocupar mais de 50 propriedades rurais na Bahia neste mês

Foto: Dvulgação

O coordenador do Movimento Sem Terra (MST) na Bahia, Márcio Matos, estima que durante as jornadas do “Abril Vermelho” o movimento deve realizar cerca de 50 ocupações de propriedades rurais no estado, como forma de pressionar o governo por avanços na reforma agrária. Em entrevista ao jornal A Tarde, Matos informa que as jornadas, em todo o Brasil, tiveram início antecipado para esta segunda-feira (9). “Na Bahia faremos uma caminhada de Feira de Santana, saindo hoje (9) pela manhã. Serão seis mil trabalhadores sem terra de todo o Estado”, disse. Na avaliação do coordenador, a retomada das negociações entre o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) com o governo Rui Costa deve acelerar a discussão das pautas propostas pelo movimento. Matos fez criticas à gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), considerando os governos da petista como “extremamente difíceis do ponto de vista da reforma agrária”, apesar de afirmar que há setores na política que querem dar um “golpe”, por meio de um impeachment, na presidente. “Ela tem legimidade para exercer seu governo nos próximos quatro anos e nós vamos, sem dúvida alguma, se opor a quarquer tentativa de golpe”, finalizou.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *