Para evitar ‘panelaço’, Dilma avalia não fazer pronunciamento do Dia do Trabalho

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff analisa a possibilidade de não fazer o tradicional pronunciamento do Dia do Trabalho (1º de Maio) para evitar um novo panelaço durante sua fala, como ocorreu no dia 15 de março deste ano. Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, auxiliares da petista recomendam que ela só se exponha após a amenização da crise política e econômica, o que não é previsto para curto prazo. Entre os que sugerem que ela não faça um discurso estão o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o marqueteiro João Santana e o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva – que ainda em abril, afirmara que a presidente não se assustaria com os protestos contra sua administração.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *