Daily Archives: 01/05/2015

Secretaria de Educação de Itagibá realiza encontro do Despertar

A Secretaria de Educação e Cultura de Itagibá em parceria com o SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Sindicato Rural de Itagibá realizou está semana a formação do Programa Despertar, que tem por objetivo despertar a consciência ambiental, através da introdução na sala de aula do Ensino Fundamental na zona rural, os conceitos de respeito e preservação do Meio Ambiente, Ética e Cidadania, Saúde, Trabalho e Consumo. A formação do programa que atua no município há 10 anos, teve mediação da consultora Joselita Pereira Almeida Borges, teve como tema Meio ambiente: vida, saúde e cidadania. O evento teve por objetivo a formação dos profissionais de educação das escolas do campo para as ações do programa a serem desenvolvidas no decorrer do ano letivo 2015.

Coordenado pelo professor Manoel Ribeiro, o evento contou com a participaçãode professores, coordenadores e agentes despertar das escolas do campo do município de Itagibá, além da presençado Presidente do Sindicato Rural de Itagibá, Manoel Fonseca Neto, da presidente do Conselho de Alimentação Escolar –CAE, Ednólia Almeida, o Assessor da Secretaria de Educação, Hamilton Pacheco e da Secretária de Educação Elinea Souza.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Tarifa de água e esgoto deve ser reajustada em 9,97% a partir de junho

Foto: Reprodução

O reajuste anual das tarifas de água e esgoto nos municípios onde a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) atua deve vigorar a partir do dia 6 de junho. O percentual de 9,97% foi autorizado pela Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), por meio de resolução que será publicada no Diário Oficial do Estado no próximo dia 6 de maio. O reajuste está previso em lei e se deu com base na variação da inflação, corrigido pelo IPCA e outros parâmetros, como a elevação dos custos fixos. Entre eles está a energia elétrica, um dos principais insumos da prestadora. Com a correção, a tarifa residencial social passará de R$ 9,40 para R$ 10,30; a residência intermediária, de R$ 18,40 para R$ 20,20 e a residencial normal sobe de R$ 20,90 para R$ 23,00.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Ipiaú: Prefeitura vai continuar com a ação de liberação das calçadas da cidade

Ação visa definir e assegurar espaços para os pedestres

A organização e definição dos espaços públicos destinados aos pedestres, entre eles, calçadas, praças, faixas e outros, sempre foi uma das maiores cobranças da comunidade ipiauense, principalmente em se tratando do comércio e do centro da cidade, onde o tráfego de veículos dos mais diversos é sempre intenso, principalmente nos horários considerados de pico, entre a manhã, o meio dia e o início da noite. Consciente do papel a cumprir no atendimento à demanda da população no que se refere à mobilidade e acessibilidade, a prefeitura de Ipiaú, através da Secretaria de Urbanismo, vem realizando constantes ações no centro e nos bairros da cidade, visando definir e assegurar os espaços para os pedestres, impedindo que vendedores ambulantes ocupem de maneira desorganizada, o espaço que é das crianças, dos idosos e dos pedestres de um modo geral. Recentemente, uma ação de desocupação da calçada em frente à Caixa Econômica, realizada pelos fiscais da Sec. de Urbanismo da PMI, gerou uma certa polêmica, já que o ambulante de prenome Paraíba, notificado pela prefeitura por mais de 4 vezes, voltou a ocupar a calçada que tem menos de 2 metros de espaço, com um carro repleto de mercadorias, reduzindo em muito o espaço que é dos pedestres. Como de costume, o ambulante mais uma vez se fez de vítima, aproveitando-se de um problema físico na perna, para sensibilizar os transeuntes que passavam no local. Vale dizer que o setor de Urbanismo da PMI, por várias vezes, orientou o ambulante sobre como se estabelecer em outro local que não sobre a calçada em frente à CEF, ofereceu-lhe um espaço no Centro comercial José Motta Fernandes, bem como buscou inscrevê-lo nos programas sociais da PMI, para que o mesmo fosse beneficiado entre outras coisas, com Cesta Básica e medicamentos de uso contínuo, o que foi rejeitado pelo mesmo, que preferiu insistir na ocupação irregular da calçada no centro da cidade, atitude que não se justifica, já que outros ambulantes também foram impedidos de ocupar tal espaço, em nome do respeito à acessibilidade dos pedestres. (Ascom PMI)

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

1º de Maio: temendo panelaços, Dilma faz em pronunciamento nas redes sociais

dilma

Temendo novos panelaços contra si e seu governo, a presidente Dilma Rousseff publicou nas redes sociais, nesta sexta-feira (1º), Dia do Trabalho, que seu governo vem garantindo a valorização do salário mínimo e o poder de compra do trabalhador. Desde que assumiu o governo, disse que o aumento real foi de 14,8%. “A valorização do salário mínimo é uma das maiores conquistas desse período. Em março deste ano, eu encaminhei ao Congresso Nacional uma medida provisória que garante a política de valorização do salário mínimo até 2019. Por lei, vamos assegurar o aumento do poder de compra do trabalhador”, declarou a petista. No vídeo, de 1 minuto e 15 segundos, a presidente destacou também o reajuste da tabela do Imposto de Renda. “Também em março desse ano, enviei ao Congresso a tabela de correção do Imposto de Renda. Com ela, o trabalhador terá seu salário preservado e não irá pagar o imposto maior”, afirmou.
Dilma optou por postar três vídeos nas redes sociais ao longo do dia, para defender a política do reajuste real do salário mínimo, as garantias dos direitos dos trabalhadores, e dizer que está permanentemente aberta ao diálogo. Na quinta-feira, recebeu no Palácio do Planalto representantes de movimentos sindicais, entre eles da CUT e da Força Sindical. No encontro, a presidente disse ser contra a terceirização da atividade-fim, como foi aprovado o projeto de lei na semana passada pelos deputados. Até então, ela vinha se esquivando de opinar sobre o tema.  Nenhuma das medidas citadas pela presidente são novidade e foram anunciadas entre fevereiro e março deste ano.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Prosseguem os mutirões contra a dengue em Ipiaú

Equipe da Secretaria de Saúde visitando residências.

Dando continuidade ao importante trabalho de prevenção e combate à dengue no município, o qual já foi reconhecido pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Saúde do estado, a prefeitura de Ipiaú, através da Secretaria Municipal da Saúde, está realizando uma série de mutirões na cidade, envolvendo um grande número de profissionais, que estão em ações intensificadas desde o dia 16 deste mês. Nesta quarta-feira(29), foi a vez do mutirão da Unidade de Saúde da Família Nestor Mesquita, onde foi realizada uma série de atividades de combate à dengue nas residências do Bairro Euclides Netos. Para o próximo dia 1º de maio, quinta-feira, está prevista a realização do mutirão da UBS Alípio Correia, na rua 2 de Dezembro, onde agentes de endemias, agentes de saúde, demais profissionais da educação e a comunidade estarão em ação conjunta combatendo a dengue de forma participativa.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Homenagem do Panorama Ipiaú a todos os trabalhadores

1º de Maio, dia do trabalhador.

O trabalho é a busca do alento, do conforto, da sobrevivência. Vencer obstáculos, buscar o pão, trabalhar com alegria na divina tarefa diária. Conforta, alegra e possibilita a conquista de seu espaço. Abre portas e realiza sonhos. Trabalhar não é sacrifício, não é tortura. Pode ser algo prazeroso. Permite que você tenha uma estrutura profissional, te fazendo brilhar. Sendo um vencedor, competente e alegre.

Feliz Dia do Trabalho!

Está é uma homenagem de toda a equipe do  Panorama Ipiaú a todos trabalhadores.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Tempo fechado no feriadão em Ipiaú

Foto: Divulgação

O feriado de 1º de maio, dia do trabalhador será chuvoso em Ipiaú. A previsão é de tempo nublado, com chuvas isoladas ao longo do dia. O tempo  fechou nesta quinta-feira (30), com chuva consideravelmente intensa. O sábado também deverá ser chuvoso , mas com intensidade menor. Já no domingo, o tempo abre e o Sol predomina, mas as temperaturas continuam amenas, com mínima de 19 graus e máxima de 31. (Panorama Ipiaú)

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Quem votou a favor terá prejuízo político, apostam deputados

As semanas de intensa movimentação política em torno da votação do PL 4330 em Brasília tiveram como parte do ingrediente de drama a ação de centrais sindicais e movimentos sociais contra a iniciativa que regula a terceirização profissional no Brasil. A tamanha movimentação conseguiu fazer com que muitos parlamentares ficassem gravados nos olhos de muitos eleitores como “traidores dos trabalhadores” após a aprovação do texto-base e também dos destaques da medida. Para os deputados federais Luiz Caetano (PT) e João Carlos Bacelar (PTN/BA), que votaram contra o projeto, esta pressão feita nas redes sociais e também presencialmente abalou os apoiadores do 4330. E, especialmente, há de render prejuízos políticos em curto e médio prazo para quem foi enquadrado no estereótipo da traição. Caetano, mais contundente, alega não entender como alguns colegas de Câmara podem assumir a defesa de tal matéria sabendo que haverá consequências junto ao eleitorado. Ele argumenta que a força do capital é um grande auxílio nas campanhas e pode ajudar a definir quem é ou não eleito, mas não se pode deixar orientar apenas por isto ao supostamente alijar o trabalhador. “Eu fico impressionado às vezes no Congresso. Tem muitos lá que parecem que não precisam de votos. Que não vão depois nas cidades, municípios e territórios para buscar votos junto às pessoas. Parecem que vivem em outro mundo. Fico espantado com isso. É claro que esses deputados vão ter prejuízo”, analisa. Bacelar confirma o desgaste e lembra que muitos dos deputados que aprovaram o texto-base em uma semana, na outra já recuaram e relativizaram o PL. Foi o caso do PSDB, que propôs emenda aprovada que eliminava do 4330 as empresas públicas. Ele alega que as ruas têm poder de fazer deputados mudarem de ideia e, caso haja a vontade de virar o jogo, a pressão deve continuar inapelavelmente. Em um possível cenário em que a medida seja aprovada pelo Senado com alterações, deverá voltar à Câmara para confirmação. Neste momento, prega Bacelar, a sociedade dará aos parlamentares a chance da redenção. “O Congresso é altamente influenciado pelas vozes das ruas. Então, se essas vozes são cada vez mais fortes, eu acho que esses deputados terão a oportunidade de se redimir ao votar pela terceirização. Poderão consertar este descrédito, se quiserem.” O petista concorda e alega que a pressão precisa se manter “nacional, retada e forte” até o final da tramitação do projeto. Ele defende também que, caso o PL 4330 passe no Senado, a presidente Dilma Rousseff enfrente um eventual desgaste político e vete a medida. “Eu acho que Dilma tem lado. Ela tem que ficar do lado dos trabalhadores, mesmo que tenha desgaste. Ela deve enfrentar o desgaste. Este projeto é extremamente nocivo à classe trabalhadora”, sentencia.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint