Sesab suspeita que dengue hemorrágica provocou morte de policial em Jequié

A morte do soldado Ângelo Leonardo Matos Gouveia de Astrê de 32 anos, no município de Jequié, no Sudoeste baiano, está sendo investigada por equipes médicas. Astrê faleceu na noite do último sábado (18) depois de passar mal repentinamente. A causa da morte ainda não foi confirmada, mas as primeiras informações apontam para dengue hemorrágica. A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que está investigando a possível suspeita da morte do PM ter sido causada por dengue hemorrágica. . A doença pode causar insuficiência renal ou outras complicações como miocardite, hepatite, insuficiência hepática, quadros neurológicos, hemorragias graves e choque. Lotado no 9º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação, o soldado Astrê estava na PM há seis anos e era trompetista da banda da corporação em Vitória da Conquista, onde trabalhava. De acordo com relatos de colegas do 9º Batalhão, o soldado começou a sentir dores no abdômen e nos rins na manhã do último sábado (18). Ele foi ao Hospital Santa Helena, fez exames e foi liberado. Ao chegar em casa, voltou a sentir dores e passou a vomitar sangue, retornando ao hospital. Os exames chegaram a apontar a suspeita de dengue, segundo os colegas, possibilidade que teria sido descartada. Através de nota, a Polícia Militar lamentou a morte do soldado e informou que o corpo dele será sepultado na tarde desta segunda-feira (20), em Jequié, a partir das 16h. Uma autópsia deve definir a causa da morte.

Varela Notícias

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *