Dirigentes do PT decidem não defender Dirceu

714a658f254d6bf0986544a019e97f6f

Ao contrário de 2013, o ex-ministro da Casa Civil, preso na 17ª fase da Operação Lava Jato, nesta segunda-feira (3), não deve ser defendido pelo PT, segundo o jornal Estadão. Em reunião da Executiva Nacional do partido, nesta terça-feira (4), dirigentes mudaram o tom adotado em relação à prisão anterior, há dois anos, quando Dirceu foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no escândalo do mensalão. A avaliação reservada é de que defender o ex-ministro, neste momento, pode agravar ainda mais a crise que atinge o partido e o governo Dilma, porque ninguém sabe o que está por vir. Dirigentes da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), grupo de Dirce e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, se dividiram sobre a defesa do ex-ministro. Ao final da reunião, concluíram que se associar agora a Dirceu poderia representar um abraço de “afogados”. * Com informações do Estadão

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *