Mulheres têm mais tendência a serem bissexuais do que homens, aponta estudo

Foto: Reprodução

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Notre Dame, nos Estados Unidos, revelou que mulheres possuem uma tendência três vezes maior de serem bissexuais do que homens. De acordo com o estudo, enquanto a maioria dos homens afirma ser “100%” heterossexual ou homossexual, as mulheres tendem a não ser tão deterministas quando o assunto é sexualidade. “Isso indica que a sexualidade feminina pode ser mais flexível e adaptável do que a dos homens”, disse uma das autoras da pesquisa, a professora de sociologia Elizabeth McClintock, ao jornal The Telegraph. A pesquisa ouviu 5.018 mulheres e 4.191 homens na saída da adolescência para entrada nos primeiros anos da vida adulta. As idades variavam entre 16 e 28 anos. Em um dos pontos mais que mais causaram polêmica no estudo, os pesquisadores levantam que mulheres que não engravidam cedo, são fisicamente atraentes ou com alta escolaridade possuem tendência menor a se envolver com outras mulheres, apesar de sentirem atração pelo mesmo sexo também. “Mulheres com algum grau de atração por tanto homens quanto mulheres podem nunca ter um relacionamento homossexual se elas tiverem opções favoráveis em relações heterossexuais. Se elas tiverem sucesso em relacionamentos com homens, como é mais tradicionalmente esperado, elas podem nunca explorar seu desejo por mulheres”, defende a pesquisadora, que também aponta a faixa de 22 a 28 anos como a idade mais provável para mulheres “mudarem sua identidade sexual”.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *