Bebeto faz apelo ao governo para evitar fechamento de colégios de Ipiaú

Bebeto

O Deputado Federal Bebeto Galvão (PSB) enviou ofício aos secretários estaduais Josias Gomes (Relações Institucionais) e Osvaldo Barreto (Educação) para cobrar do governo uma reavaliação a respeito da decisão de encerrar as atividades nos turnos vespertino e noturno no Colégio Estadual Professora Celestina Bittencourt e no Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães, ambos na cidade de Ipiaú. A notícia de encerramento das aulas nessas duas unidades tem provocado um verdadeiro temor em todo município, provocando sérios danos à educação pública local, com repercussão grave na vida de centenas de estudantes. Diante da preocupação, professores e alunos dessas duas unidades encaminharam ofícios ao deputado Bebeto pedindo ajuda ao parlamentar para que ajude a convencer o Estado a mudar de ideia.

No documento enviado ao governo, Bebeto faz um apelo para que seja evitado esse grande prejuízo a sistema educacional do município, pois trata-se de dois colégios de referência na cidade. O Colégio Celestina, por exemplo, é pioneiro no sistema de Educação de Jovens e Adultos (EJA), que abriga quase 800 estudantes na maioria pobre e da periferia. Esta unidade, inclusive, certifica anualmente 200 alunos no Ensino Médio. Já o Colégio Modelo é considerado referência pela qualidade do ensino, comprovado através dos seguidos anos de aprovação dos alunos no ENEM. “O fechamento desses colégios representa a negação ao acesso à educação, garantido constitucionalmente, e fere o Estatuto da Criança e do Adolescente. É preciso rever essa decisão”, declara Bebeto.

O parlamentar informa ainda que a alternativa oferecida pelo Estado, de remanejar os estudantes para outra unidade, não resolver a situação, e causará inúmeros transtornos. “Há alunos, para se ter uma ideia, que terão de percorrer um trajeto de 6 km para chegar ao colégio, e vale dizer que o transporte público é precário, os alunos não dispõem de condições financeiras, aliado à falta de segurança, o que resultará numa evidente evasão escolar”, finaliza Bebeto.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *