Ipiaú: Rio de Contas está agonizando entre baronesas

depois

baronesas, devastação, exploração do homem e poluição oriunda da vida urbana.

Em uma publicação feita na rede social , uma ipiauense desabafa sobre a atual situação do Rio de Contas. Um dos mais importantes mananciais baianos, o Rio de Contas está pedindo socorro. Agonizando entre baronesas, devastação, exploração do homem e poluição oriunda da vida urbana, o rio que passa pelas cidades de Dom Basílio, Tanhaçu, Jequié, Jitaúna, Ipiaú, Itagibá, Barra do Rocha, Ubatã, Ubaitaba, Aurelino Leal e tem a sua foz no Oceano Atlântico, em Itacaré vive um drama e precisa de ações que visem a sua recuperação.

rio

Enchente, ponte do Japumerim

É um caso a ser solucionado de maneira coletiva entre municípios, estado e governo federal.Em Ipiaú, município localizado no Território Médio Rio das Contas, na visão da ponte que liga Ipiaú ao Japumerim, distrito de Itagibá, a vegetação cobre quase toda a visão das águas que antes, robusta, caudalosa e abundante, demarcava a sua passagem e beleza por todo o espaço. A cena é assustadora tanto para a vida das espécies animais que habitam no rio, quanto para a população que sofre a presença do abandono e aparente desprezo por parte das autoridades públicas constituídas. Cadê o papa mel e os engenheiros ambientais? Cadê! Mostre as suas ações através da sua fé e sua fé através de suas ações (Bíblico) * Informações Facebook : Noélia Gabriel

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *