Vice Prefeito de Jequié recusou propina de 3 milhões para retirar denúncias contra Tânia Britto

9cd2cb48f0d397f1eb92d6a41c49bfb7

O vice prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira, recebeu uma proposta de 3 milhões de reais em dinheiro para se aliar novamente ao grupo do deputado federal Roberto Britto e da Prefeita TâniaBritto. Sérgio concedeu entrevista exclusiva ao Blog Junior Mascote na manhã deste domingo (24) e contou com riquezas de detalhes como aconteceu a tentativa de suborno a sua pessoa. Tudo aconteceu no domingo, dia 17 de janeiro de 2016, quando ele estava em Barra Grande, lugar onde o deputado Roberto Britto também tem uma casa de veraneio. Uma pessoa que não teve o nome revelado, procurou Sério da Gameleira fazendo a oferta de 3 milhões de reais para que ele se afastasse do G9, grupo de nove vereadores que fazem oposição do governo Tânia Britto, e abrisse mão do pedido de afastamento da chefe do executivo que tramita na justiça. A denúncia é ainda mais grave quando o vice prefeito afirmou que o interlocutor usou o nome da empresa Torre, responsável pela coleta de lixo em Jequié, e do deputado como fiéis depositários desse dinheiro. A empresa Torre pertence a esposa do deputado Roberto Britto. A denúncia só veio a tona depois que Sérgio da Gameleira presenciou uma conversa no whatsapp de um homem conhecido como Júnior Cajaiba, que teria feito uma pergunta a Sérgio se o mesmo teria recebido alguma proposta. Procurado pela reportagem, Junior Cajaiba se esquivou e disse: “fiz apenas uma pergunta e ele (Sérgio) se irritou”. Sérgio disse ainda que Junior Cajaiba não foi o intermediador do suposto suborno. O deputado Roberto Britto foi procurado pela reportagem do BJM para responder as denúncias e não obtivemos respostas até o fechamento dessa edição.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *