Ipiaú: Detento ” não teve como pedir socorro ” disse Delegado

Fabiano Aurich comenta crime.

Fabiano Aurich comenta crime.

O delegado regional de Polícia Civil, Dr. Fabiano Aurich, concedeu entrevista  a imprensa nesta sexta-feira (5), para falar sobre o andamento das investigações com relação a Samuel Marambaia Neto,41 anos, assainado  dentro Complexo Policial de Ipiaú. O delegado destacou que já foi iniciado as investigações no sentido de identificar a autoria do crime. “A companheira da vítima, quando foi presa juntamente com ele, contou uma colega de cela  ao brigar companheiro e acusando o falecido de ter cometido abusos contra uma menor de idade. A detenta que ouviu a acusação da mulher, espalhou a notícia para os outros presos, que teriam amordaçado a vítima e cometido o crime”, disse. O coordenador investiga se houve alguma falha na vigilância dos policiais de plantão no momento em que o homicídio aconteceu. “Até o momento o depoimento do policial de plantão está batendo com os fatos relatados pelas testemunhas. Não houve barulho e a vítima amordaçada não teve como pedir socorro quando foi atacada”, disse. (Panorama Ipiaú)

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *