Jequié: Acusado de degolar a ex companheira já está solto, família pede justiça

asdfAmigos e familiares de Andreia, jovem que foi assassinada e degolada em novembro de 2015 no alto do Cemitério, em Jequié, realizaram uma caminhada pedindo que o assassino seja punido. A caminhada saiu as 15 horas de quarta-feira (23), do Largo do Cedil em direção ao Fórum Bertino Passos, com um carro de som, cartazes e gritos de “justiça”. Segundo Indaiara Santos, tia de Andreia, disse que todos estão revoltados com uma decisão da justiça que concedeu a liberdade do acusado de ter matado Andreia, o elemento Ricardo Oliveira dos Santos, que foi liberado dia 10 de março e vai responder em liberdade. A juíza colocou no termo de soltura a seguinte alegação: “O crime por se só não é suficiente para a decretação da prisão preventiva”. Indaiara se revoltou com a decisão da Juíza de Direito Lucia de Carvalho Correia de Melo, dizendo que “o que ele fez com ela (Andreia) não é suficiente para ficar preso?”. Além de matar Andreia, Ricardo também usou requinte de crueldade ao degolar a vítima.

O Caso

A família está temerosa, com receio de sofrer algum tipo retaliação. Ricardo Oliveira dos Santos foi casado com Andreia, os dois chegaram a morar um certo tempo na cidade de Natal, depois foram morar em Salvador, o relacionamento chegou ao fim por que Andreia não queria mais continuar com ele, mesmo tendo um filho com o acusado. Em depoimento, Ricardo disse que chegou em Jequié na quarta feira (18-11-15), ligou para Andreia, combinaram um encontro na quinta feira e os dois começaram a conversar. Ricardo foi até a cozinha, se apoderou de uma peixeira, voltou e golpeou Andreia no pescoço e quase decepou a cabeça. Ele trocou de roupa, trancou a casa, foi para a rodoviária e comprou uma passagem para Salvador. Uma amiga de Andreia viu a movimentação e informou a Polícia Militar, que interceptou o ônibus no Entroncamento de Jaguaquara. A criança foi encontrada chorando dentro do banheiro bastante ensanguentada. Ricardo é reo primário, trabalhava como jardineiro em Salvador e agora vai aguardar o desenrolar do caso preso no Presídio de Jequié

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *