Daily Archives: 01/11/2016

Por 2018, Ciro tenta atrair governadores petistas; líderes sinalizam conversa de Rui com Lupi

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Diante da derrocada do PT nas eleições municipais deste ano e da incerteza quanto à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2018, o grupo político do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) já negocia com governadores petistas a migração deles para outros partidos que integram seu projeto presidencial. A ideia de interlocutores de Ciro é que, a partir do Ceará, outros governadores do Nordeste também integrem o seu projeto de chegar ao Planalto. Uma dos alvos do partido é o governador Rui Costa. No dia 20 do mês passado, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se reuniu com outros dois governadores petistas que, segundo fontes, também têm apontado dificuldades eleitorais em 2018 caso continuem no PT: Rui Costa (Bahia) e Wellington Dias (Piauí). Oficialmente, o encontro foi para discutir a conjuntura política. A saída do PT teria sido um dos assuntos do encontro, que ocorreu em Salvador. O Nordeste é a região onde o PT, após a chegada de Lula à Presidência, conseguiu mais votos em todas as eleições presidenciais desde 2006. Neste ano, porém, não elegeu nenhum prefeito nas nove capitais da região. Atualmente, o PT comanda cinco governos estaduais: Piauí, Ceará, Bahia, Minas Gerais e Acre. Apenas no Acre, o governador Tião Viana não poderá tentar a reeleição. No caso da Bahia, líderes do PDT afirmam que o governador vai conversar com o presidente do partido, Carlos Lupi, sobre uma possível migração para a legenda. Aliados de Costa dizem, porém, achar difícil a mudança. “Não vi nenhum vestígio remoto disso ainda. Acho improvável. O Rui é um dos fundadores do PT, é do grupo do (ex-ministro) Jaques Wagner”, afirmou o líder do PT na Câmara, Afonso Florence. Por meio de sua assessoria, Costa negou a intenção de deixar o partido. Da mesma forma, aliados de Wellington Dias afirmam que o governador do Piauí também não tem dados sinais de que vá mudar de partido. “Pelo contrário, ele tem dado sinais de defesa do PT, do ex-presidente Lula”, disse o deputado federal Marcelo Castro (PMDB-PI), que foi ministro da Saúde durante o governo Dilma.  Na Câmara dos Deputados, o partido se prepara para uma possível debandada de parlamentares para outras siglas. Estima-se que até 40 dos 58 parlamentares do partido avaliam a saída da legenda. Segundo apurou o Estado, o PDT tenta atrair a maior parte deste grupo que estaria insatisfeito. A negociação está mais avançada no Ceará, estado de Ciro e em cuja capital, Fortaleza, ele conseguiu eleger neste domingo (30) o seu candidato, Roberto Cláudio (PDT). No primeiro turno, a candidata do PT, a ex-prefeita Luizianne Lins (PT), teve 15% dos votos e nem sequer chegou ao segundo turno. No Estado, Camilo Santana (PT) busca integrar o projeto de Ciro via PSB. Ele já conversou com o presidente do partido, Carlos Siqueira, e aguarda uma definição do cenário eleitoral para tomar a decisão. Uma das possibilidades em debate é de que ele possa disputar o Senado pela sigla em 2018. Isso abriria espaço para o ex-governador Cid Gomes (PDT), irmão de Ciro, concorrer novamente ao governo. A relação de Santana com o PSB é antiga. Ele e seu pai, o ex-deputado federal Eudoro Santana, já foram filiados ao partido. Santana foi candidato a prefeito de Barbalha (CE) pelo PSB em 2000, quando ficou em 4º lugar. Além disso, tanto Cid como Ciro já integraram o partido, mas trocaram de legenda em 2014 para apoiar a reeleição da presidente cassada Dilma Rousseff. Na ocasião, Eduardo Campos foi o candidato do PSB. Questionado, Santana desconversou sobre a possibilidade de deixar o PT. “Na vida, não podemos descartar nenhuma decisão”, disse.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Itagi: Colisão entre motocicleta e carro na BA-130 deixa um morto

Colisão envolveu um carro modelo vectra e a motocicleta.

Colisão envolveu um carro modelo vectra e a motocicleta.

A batida entre um carro modelo Vectra e uma motocicleta na manhã dessa segunda-feira (31) na BA-130, próximo a Itagi, deixou um homem morto.
Condutor da moto morreu no local (Foto:Reprodução/Whatsapp).

Condutor da moto morreu no local (Foto:Reprodução/Whatsapp).

A vítima foi identificada como Nivaldo Rosa dos Santos, condutor da moto Honda de cor amarela. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. A Polícia Rodoviária Estadual registrou a ocorrência e analisa as causas do acidente.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Brasil: Apenas metade dos prefeitos que buscava reeleição teve êxito

Prefeitos da microrregião de Ipiaú não conseguiram se reeleger. Montagem: Panorama Ipiaú

Prefeitos da microrregião de Ipiaú não conseguiram se reeleger. Montagem: Panorama Ipiaú

Quase metade dos prefeitos do país que tentou a recondução ao cargo obtiveram sucesso na eleição deste ano. De acordo com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tabulados pela Folha, 2.945 prefeitos se candidataram à reeleição e 1.385 conseguiram, um índice de 47%. O levantamento é um indicativo de que o controle da máquina municipal não é garantia de permanência dos mandatários no poder. Também reforça as análises de que neste ano o eleitor esteve mais desencantado com a política. O índice de votos brancos e nulos bateu recorde, e candidatos que adotaram discurso de que não eram políticos tiveram êxito em grandes cidades.  É a primeira vez que a Justiça Eleitoral compila as informações de reeleição, por isso não é possível comparar o dado com anos anteriores. Neste ano, no momento do registro para a eleição, cada candidato assinalou voluntariamente se estava ou não disputando a reeleição. O presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, diz que neste ano estar com a máquina pública derrotou “e não ajudou” quem concorreu, que precisou lidar com o desgaste de um período de receitas públicas em queda. O presidente da confederação argumenta que não há perspectiva de aumento de receitas e a situação deve se agravar com a proposta do teto de gastos públicos, em tramitação no Congresso. Na microrregião de Ipiaú, apenas a prefeita de Ubatã (Siméia Queiroz) e o prefeito de Ibirapitanga (Dr. Ravan) conseguiram se reeleger.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Mesmo com queda de repasse, prefeitura de Ipiaú consegue pagar salário em dia

Pagamento em dia tem sido uma marca do governo atual

Pagamento em dia tem sido uma marca do governo atual

Enquanto quase que a maioria das prefeituras do país está ainda procurando meios de pagar a folha salarial deste mês de outubro, sendo que, em um grande número de casos, esse pagamento só acontecerá depois do dia 10 de novembro, a Prefeitura de Ipiaú a exemplo do que vem fazendo ao longo dos últimos 7 anos e 10 meses, pagou o salário do funcionalismo público municipal, nesta segunda-feira, cumprindo mais uma vez o calendário de pagamento estabelecido desde janeiro de 2009. O prefeito Deraldino Araújo reconheceu o grande esforço que a sua administração tem feito para manter em dia o pagamento de salário, uma vez que o país continua enfrentando uma grave e prolongada crise, o que tem afetado até mesmo o repasse de receitas dos municípios.”Cumprimos rigorosamente em dia o pagamento do salário do funcionalismo, na maioria das vezes com antecipação, mas devo reconhecer que essa não tem sido tarefa fácil para os gestores públicos municipais, já que existem uma série de outras demandas prioritárias e que são de fundamental importância par garantir o funcionamento da máquina pública e a manutenção dos serviços essenciais”, declarou o prefeito de Ipiaú.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint