Família acusa pastora evangélica de tomar empréstimo no banco usando uma deficiente mental em jequié

Família de de Miralva

Família de de Miralva

Ariston José da Silva acusa uma pastora de ter usado o nome de sua irmã, Miralva da Silva Santos, para tomar um empréstimo bancário se aproveitando da deficiência metal dela. Ariston disse a reportagem do BJM que a pastora da Igreja Evangélica “Agindo Deus Quem Impedirá”, Eroildes Araújo Santos, teria levado Miralva para tomar um empréstimo de R$ 3,000,00 sem o consentimento da família e teria se aproveitado da deficiência metal de Miralva. O BJM entrou em contato com a Pastora Eroildes, que negou todas as acusações, ela disse que foi no banco atendendo a um pedido de Miralva e deu outra versão. Segundo a Pastora, no dia 03 de novembro de 2016 depois de receber o dinheiro do empréstimo junto com Miralva, ao sair do Banco Bradesco, no centro de Jequié, teria caído no golpe do “conto do vigário”. Duas mulheres teriam aplicado o golpe e conseguiram levar justamente a bolsa que estavam os três mil reais e depois registrou uma queixa na Delegacia de Furtos e Roubos. A família de Miralva contesta essa versão e diz que é mentira da pastora. O caso será encaminhado para a justiça decidir quem está com a verdade.

 

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *