Mais de 20 milhões de brasileiros tem alguma arritmia cardíaca, alerta entidade

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Dados da Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) indicam que mais de 20 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de arritmia cardíaca. A doença é causa de mais de 320 mil mortes súbitas todos os anos no Brasil. Um dos principais sintomas é a palpitação, que indica que o coração não está normal. Além da palpitação, a alteração da frequência cardíaca para um ritmo mais acelerado ou mais lento também pode provocar tonturas, náuseas e vômitos. O médico Jairo Rocha, arritmologista e eletrofisiologista, membro da Sobrac, indica a busca de hábitos saudáveis de alimentação, exercícios frequentes e controle de doenças como obesidade e diabetes. Também diz que, em momentos de crise, a solução é tentar sentir o pulso quando os sintomas aparecem e procurar um especialista se verificar uma aceleração ou redução do ritmo. “A pessoa pode sentir desde palpitações, mal-estar, tontura e cansaços e ser uma arritmia benigna. Mas existem as malignas e essas podem levar a morte. Para saber se é grave ou não, o especialista tem que ver. Na grande parte das vezes, a arritmia é benigna mas tem que ter cuidado”, alertou Rocha diante do Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita, no último dia 12 de novembro. A pessoa, sentindo algum sintoma, deve procurar um hospital e médico para fazer o diagnóstico da doença. Com o diagnóstico é possível identificar casos benignos ou casos que podem ser controlados com uso de medicamentos ou tratados com intervenções médicas usando técnicas como a ablação.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *