Seguidores do Candomblé e da Umbanda são os mais discriminados, aponta Disque 100

Foto: Reprodução / Sidney Rezende

Foto: Reprodução / Sidney Rezende

Os seguidores do Candomblé e da Umbanda são aqueles que mais sofrem discriminação religiosa. Os dados são da Secretaria de Direitos Humanos, via Disque 100, de acordo com o colunista Lauro Jardim, em O Globo. Entre janeiro e outubro, foram registradas 66 denúncias de discriminação por candomblecistas e 65 por umbandistas. Espíritas vêm em seguida, com 27 denúncias, empatados com os evangélicos. Os católicos são os que menos sofrem discrimação: em dez meses foram registradas apenas nove denúncias. De acordo com a publicação, os registros de denúncias sobre intolerância religiosa nesse ano já superaram as ocorrências de 2015, quando foram denunciados 252 casos. Em dez meses, o número já chegou a 300.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *