Pesquisa revela que 32% dos homens brasileiros preferem que mulheres fiquem em casa

Homens querem a mulherada em casa. Foto: Reprodução

Pesquisa divulgada nesta terça-feira (7) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pela Gallup aponta que 32% dos homens no Brasil preferem que as mulheres em sua família fiquem em casa em vez de sair para fazer trabalhos remunerados. O índice de homens brasileiros que afirmam que as mulheres trabalhem fora de casa é de 30%, enquanto 36% defendem que as mulheres exerçam atividades dentro e fora de casa, a chamada “dupla jornada”. No caso das próprias mulheres, 28% afirmam preferir ficar em casa, enquanto 26% querem trabalhar fora. Um percentual maior defende conciliar as duas atividades: 46%. Questionados sobre a frase ”é perfeitamente aceitável para qualquer mulher em sua família ter um trabalho remunerado fora de casa se ela quiser”: 6% dos homens e 3% discordaram da afirmação.  Sobre as oportunidades de educação e experiência profissional, 33% das mulheres acham que os dois sexos tem condições similares para encontrar trabalho e  34% consideram que as mulheres sofrem mais dificuldades. Já entre os homens, 36% avaliam as condições como semelhantes e  30% dizem que a situação é pior para elas.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *