Ipiaú: Criança de 5 anos corre risco de morte no HGI por falta de ambulância no hospital

Mulher diz que seu sobrinho corre risco de vida por falta de ambulância no HGI.

Na tarde desta sexta-feira(07), uma mulher de prenome Marcela procurou a FM Ipiaú, e no programa Panorama 91 FM contou ao apresentador Beto Marques, que seu sobrinho de 5 anos de idade corre risco de vida no Hospital Geral de Ipiaú (HGI) por falta de ambulância. De acordo com Marcela seu sobrinho está internado no HGI dês de terça-feira(04) com Leucemia, e foi  atendida pela Dr Telma nesta manhã(7) no qual autorizou a criança a ser transferida para o Hospital Clinica São Roque, para fazer uma Ultrassom no abdome com urgência. Ainda de acordo com Marcela a criança com risco de morte não pode ser transferida com urgência por conta do hospital não ter ambulância. “A enfermeira chefe teria me dito que a criança só poderia ser transferida com uma ambulância, no qual as ambulâncias não estaria disponível no hospital”, finalizou Marcela.

Imagem relacionada

Ambulâncias do HGI não se encontrava na unidade.

O desespero da mulher comoveu a cidade, e várias pessoas ligaram para o programa repudiando o descaso do Hospital Geral de Ipiaú.  A Vereadora Simone Coutinho aproveitou a oportunidade, ligou para o programa e denunciou o HGI, e disse no ar, que Ipiaú está faltando administração. “Eu estou acompanhando de perto o caso dessa criança, eu consegui uma transferência para o hospital na cidade de Itabuna, mais como o quadro de saúde da criança é greve, ela não aguentaria ser transferida, e poderia vim falecer na estrada. Mandei essa mulher ir à FM Ipiaú, pois hoje a FM Ipiaú é uma grande veículo de utilidade pública. Só a base de pressão eles se manifestam!”, contou a vereadora Simone Coutinho

A Secretaria de Saúde do Município de Ipiaú Meirinha, contou que o município não teria tomado conhecimento da situação, e que a ambulância do município estaria à disposição, caso o médico autorizasse a transferência entre hospitais. A reportagem do site Panorama Ipiaú procurou a direção do Hospital Geral de Ipiaú, para que possa ser esclarecido o paradeiro das ambulâncias do hospital. E porque não se encontrava na unidade ?. Por que o hospital não está realizando ultrassonografia ? . Até o momento a direção do hospital não se pronunciou sobre o assunto, caso desejem se manifestar o site disponibiliza o e-mail contato@panoramaipiau.com.br .

Recentemente um médico plantonista do hospital Geral de Ipiaú  se recusou a conceder atendimento necessário a uma gestante de 28 anos. A mesma deu a luz em pé. Também um recém-nascido não foi amparado quando sofreu uma série de convulsões. Outro fato que outra gestante,  foi “vítima da negligência”. Ao chegar na unidade não quis realizar o atendimento. A grávida precisou ser transferida para Jequié e chegou a falecer. O bebê ainda continua em observação. Apesar da diretoria ter confirmado abertura de sindicância para apuração de negligência médica a população sofre com o descaso do Hospital Geral de Ipiaú.

Resultado de imagem para leucemia

Leucemia é uma doença maligna.

Leucemia: É uma doença maligna dos glóbulos brancos (leucócitos) de origem, na maioria das vezes, não conhecida. Ela tem como principal característica o acúmulo de células jovens (blásticas) anormais na medula óssea, que substituem as células sangüíneas normais. A medula é o local de formação das células sangüíneas, ocupa a cavidade dos ossos e é conhecida popularmente por tutano. Nela são encontradas as células mães ou precursoras, que originam os elementos do sangue: glóbulos brancos, glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) e plaquetas. O diagnóstico de leucemia aguda leva a uma corrida contra o tempo. É uma doença que chega sem aviso, pode ser muito agressiva e matar. (Panorama Ipiaú)

Atualização  2017-04-07  /  13:57:46

Conforme informações passadas a reportagem, a criança foi atendida no próprio HGI pelo médico do Hospital e Clinica São Roque, e não precisou ser transferida

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *