Ipiaú: Presidente da Bahia Gás diz que a estimativa para o começo das obras é em setembro deste ano.

 

Luz Gavazza – presidente da Bahiagás.

A audiência pública para debater sobre a construção do Gasoduto Sudoeste aconteceu na manhã desta sexta-feira (05) na Câmara de Vereadores do município de Ipiaú. Uma atividade realizada pela Comissão de Minas e Energia da Câmara dos deputados, cujo intuito foi de refletir sobre as implicações da obra na economia, no emprego e geração de renda na nas cidades região. Estiveram presentes compondo a mesa, o prefeito da cidade de Barra do Rocha, Luiz Sérgio Alves, a prefeita de Ipiaú, Maria das Graças, o deputado federal, Davidson Magalhães, o prefeito de Gongogi, Edvaldo dos Santos, a prefeita da Cidade de Ibirataia, Ana Cleia, o prefeito de Jitaúna, o Patrick Lopes, o prefeito da cidade de Jequié, Luiz Sérgio Almeida, o prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca, o prefeito de Itagí, Olival Andrade, o presidente da Câmara de Vereadores, José Carlos Bispo dos Santos (Carlinhos), o representante da secretária de infraestrutura, João Vitor, o presidente da Bahia Gás, Luiz Gavazza.

udiência Pública foi conduzida pelo deputado Davidson Magalhães.

O proponente da audiência pública, o deputado Davidson Magalhães, com a palavra, disse não se tratar de um empreendimento qualquer “vai ser o segundo gasoduto de gás natural do Brasil, o maior do nordeste brasileiro”, afirmou. Segundo ele a obra vai gerar empregos diretos e indiretos, possibilitando o movimento da economia local. Como já discutido, a primeira etapa envolve os municípios de Ipiaú, Itagibá até chegar a Jequié, cerca de 117 milhões de reais serão investidos. A meta final é chagar até a cidade de Brumado, com investimento total de 505 milhões de reais. De acordo o deputado a seleção de trabalhadores será feita por intermédio do SineBahia.

O presidente da Bahia Gás, o senhor Luiz Gavazza esclareceu que serão gerados, em torno de 400 empregos, na primeira etapa haverá a contratação de 200 trabalhadores diretos. A licitação está prevista para acontecer no dia 11 de maio e o inicio das obras em setembro deste ano, com duração ao todo, estimada em 4 anos. A interiorização da energia natural por meio do gasoduto poderá atrair empresários de diversos segmentos e trazer de volta empregos e com isso, fortalecer a economia da região. (Panorama Ipiaú)

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *