Juiz impõe multa conjunta de R$ 11 milhões a Neymar, Barcelona e Santos

Nesta quinta-feira (4), o juiz José de la Mata, da Audiência Nacional de Madrid, determinou que Neymar, seus pais, o presidente do Barcelona, Josep María Bartomeu, o antecessor no cargo, Sandro Rosell, além do Santos vão a julgamento por fraude e corrupção.
No documento do processo, Mata impôs uma fiança conjunta e solidária no valor de 3,4 milhões de euros (R$ 11,8 milhões), sob a justificativa de responsabilidade pecuniária, a Bartomeu, Rosell, Barcelona, Santos, e ao ex-presidente do clube brasileiro Odílio Rodrigues Filho. O valor determinado foi escolhido por ser a mesma quantidade que o clube catalão teria que pagar a mais para o fundo DIS, que tinha 40% dos direitos econômicos de Neymar.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *