Ligação interceptada sugere que segurança de Aécio Neves tinha chave de aeroporto

Ligação interceptada sugere que segurança de Aécio Neves tinha chave de aeroporto

Foto: Reprodução / Minas em Pauta

Entre as interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal (PF) no mês passado, está uma ligação de Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio Neves. Na conversa, Fred, como é mais conhecido, sugere ao interlocutor não identificado que a chave do aeroporto do município de Cláudio, em Minas Gerais, estaria com um segurança do senador. “Se o Duda está descendo no avião, alguém vai abrir o portão pra ele ou não?”, pergunta o interlocutor. “Sim, já deve ter aberto… Ele já deve ter saído e já deve ter fechado”, responde Fred. “E quem que é essa benção de pessoa?”, segue o interlocutor. “Deve ser o segurança do Aécio”, Fred responde. “Ah, ele tem a chave?”, instiga o interlocutor. A que Fred responde: “Deve ter… Tô imaginando na condição de alguém for lá abri-lo… Eu não sei nem se vai, mas deve… Passa lá na porta”. Esse diálogo, de acordo com O Estado de S. Paulo, compõe um relatório da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF. O documento foi anexado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao pedido de abertura de inquérito contra o senador no Supremo Tribunal Federal (STF). Fred, assim como a irmã do tucano, Andrea Neves, foi preso na última quinta (18). O primo foi filmado ao apanhar uma mala com uma parcela de R$ 500 mil em propina da JBS. O dinheiro teria sido pedido pelo senador, como aponta uma gravação entregue pelo empresário Joesley Batista à PGR. O aeroporto em questão começou a ser construído quando Aécio ainda era governador de Minas Gerais, em um terreno que pertencia a um tio-avô seu. Orçada em R$ 13,9 milhões, a pista fica próxima a uma fazenda da família Neves. Atualmente, o aeroporto é administrado pela prefeitura de Cláudio, que negou ao Estadão que a chave estivesse com um segurança do senador. Eles informaram que apenas a Associação de Aeromodelismo da cidade possuía a cópia porque até o dia 5 deste mês, o espaço era cedido por meio de convênio para fins de demonstração prática do aeromodelismo e exposição de aeromodelos para a população claudiense. A resposta foi reforçada pela assessoria de Aécio.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *