Esporte: Ipiauense campeão mundial concede entrevista contando sua trajetória

Mateus Bradack, concedeu uma entrevista exclusiva ao Central do Esporte Bahia.

O jovem atleta ipiauense Mateus Dantas, muito conhecido no mundo das artes marciais como Mateus Bradack, concedeu uma entrevista exclusiva ao Central do Esporte Bahia, nessa entrevista o atleta contou um pouco sobre sua trajetória, sobre seus títulos e projeta uma possível ida para os Estados Unidos.

Bradack também informou que chegou longe nas artes marciais graças ao apoio do pai, pois nunca contou com patrocínio para ir a torneios, nem mesmo o titulo mundial obteve ajuda de algum órgão publico ou da iniciativa privada, mas isso nunca o desmotivou a seguir em frente. Confira a entrevista

CEB: Como foi seu início nas artes marciais?

Mateus Bradack: Comecei empolgado pelos filmes do Bruce Lee. Logo em seguida tive início a partir do Kung Fu.

CEB: Começou no Muay Thai ou fez outra modalidade antes?

Mateus Bradack: No Kung Fu.

Mateus Bradack: Muay Thai foi bem depois.

CEB: E como surgiu a competição em artes marciais? Foi algo pensado desde que vc começou ou aconteceu?

Mateus Bradack: Não. Foi tudo acontecendo.

Mateus Bradack: Fui treinando e aos poucos tomando gosto pelo esporte.

CEB: Onde você começou no Muay Thai?

Mateus Bradack: Em Ipiaú com Alexandre Muniz.

CEB: Quais seus títulos mais recentes?

Mateus Bradack: Rapaz…Mais recente só o latino americano.

CEB: Matheus, você sempre foi um atleta com muito potencial, inclusive com muita facilidade de aprender novos movimentos e golpes, como está seu treinamento?

Mateus Bradack: O treinamento vai muito bem… Quando estamos sem compromisso divido meus treinamentos alternando em preparação física num dia e treino técnico no outro, encerrando toda noite com treinos de Muay Thai ou Kickboxing.

Mateus Bradack: Quando estamos com luta marcada os treinamentos só intensificam mais.

CEB: Como está seu cartel?

Mateus Bradack: 24 V – 2 D – 18 KO.

Mateus Bradack: Sendo que uma derrota foi fora dá minha categoria de peso e outra, me tiraram a vitória.

CEB: Você ano passado conquistou o título mundial na Tailândia, porque não foi esse ano?

Mateus Bradack: Porque não compensa. O mundial você tem que arcar com todas as despesas de viagem, estadia, alimentação e translado… Então não compensa mais investir tanto pra ganhar outro título que não vai me dar nenhum retorno financeiro.

Mateus Bradack: Essa fase de lutar por títulos já passou.

CEB: Falando em retorno financeiro, você tem algum patrocínio?

Mateus Bradack: Nenhum concreto.

CEB: Essa dificuldade de patrocínio, já fez você pensar em desistir?

Mateus Bradack: Não!

Mateus Bradack: Até porque graças a Deus nunca dependi desses caras pra nada. Sempre tive um pai que me apoiou e me deu todo suporte financeiro pra chegar até onde cheguei.

CEB: Qual seu próximo passo nas artes marciais, pensa em migrar para o MMA?

Mateus Bradack: Não. Por enquanto aqui no Brasil não estou pensando em voltar pro MMA. Pra quem não sabe, eu comecei competindo MMA e já tenho várias lutas na modalidade, portanto aqui no Brasil é inviável pra mim no momento.

CEB: Pensa em ir para os Estados Unidos, como outros atletas fizeram?

Mateus Bradack: Sim.

Mateus Bradack: Tentarei novamente.

CEB: Hj você é referência no esporte e campeão de tudo que disputou, qual o conselho que você daria pros jovens que estão começando?

Mateus Bradack: Continuar treinando, buscar seus objetivos, nunca desacreditar dos seus sonhos e principalmente de si!

CEB: Muito bom esse papo com você e quando vier a Ipiaú apareça na academia, te desejo toda sorte do mundo…

Mateus Bradack: Com certeza.

Mateus Bradack: Sempre apareço.

Central do Esporte

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *