Joesley presta depoimento e nega uso de informações para manipular mercado financeiro

Joesley presta depoimento e nega uso de informações para manipular mercado financeiro

O delator Joesley Batista, dono do grupo J&F, negou em depoimento à Polícia Federal nesta quarta-feira (9) ter usado informações privilegiadas para fazer operações fora do padrão e, assim, manipular o mercado financeiro. Os executivos da holding são investigados por vender ações da companhia às vésperas da divulgação do acordo de delação premiada assinado por eles com o Ministério Público Federal. A notícia acabou influenciando no preço das ações do grupo. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Joesley entrou na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo às 9h15 e deixou o local às 12h42. Indagado pelo delegado se usou informações privilegiadas para beneficiar a empresa, o empresário demonstrou que não tinha como saber da data da homologação do acordo. Ele ainda afirmou que a venda das ações seguiu um mesmo padrão e foi realizada porque a empresa precisava de liquidez em um cenário de deterioração do crédito. Wesley Batista, irmão de Joesley e presidente da JBS, tem depoimento previsto para a tarde desta quarta.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *