STF retira sigilo de inquérito contra Renan Calheiros no caso Postalis

STF retira sigilo de inquérito contra Renan Calheiros no caso Postalis

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O inquérito que investiga o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) por supostas “condutas delituosas” na previdência dos Correios, perdeu o sigilo por determinação do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os autos também serão remetidos à Polícia Federal para realização de diligências. O inquérito foi aberto por Barroso no último dia 9, após requerimento do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. “Não se está diante de notícia sem qualquer apoio indiciário ou de notícia fundada somente em denúncia anônima, devendo-se dar prevalência, diante disso, ao interesse da sociedade em ver esclarecidos os fatos”, assinalou o ministro em sua decisão. A PGR afirma que as operações financeiras realizadas pelo Postalis foram milionárias, comprando papéis de empresas de fachadas geridas por supostos interlocutores de Renan Calheiros. “Como se vê dos autos, o relato é detalhado, e se fez acompanhar de termos de colaboração premiada, relatórios de inteligência financeira, tudo a demonstrar haver nos autos elementos suficientes para justificar a instauração de investigação para melhor apuração dos fatos, com a consequente realização das diligências requeridas”, ressaltou Barroso.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *