Daily Archives: 25/09/2017

IPIAÚ: Gari sofre tentativa de homicídio na Amâncio Felix

Adriano Pereira dos Santos , foi vítima de uma tentativa de homicídio na noite desta quarta-feira(27), no Euclides Neto, em Ipiaú. O fato aconteceu por volta das 08:40h na Rua Amâncio Felix. Segundo informações colhidas no local, a vítima foi abordada por dois indivíduos numa motocicleta de dados ignorados. Um dos ocupantes sacou um revólver a realizou os disparos. Conforme relatos de moradores, Adriano foi atingido por três tiros. Um na perna, outro na nádega e um de raspão na cabeça. O atirador fugiu em seguida. O jovem consciente foi encaminhado pelo SAMU para o Hospital Geral de Ipiaú e transferido logo em seguida para o Hospital Prado Valadares na cidade de Jequié. Adriano trabalhava como gari na Prefeitura Municipal de Ipiaú. Segundo a polícia, Adriano já possui passagens por tráfico e roubo. Viaturas da Polícia Militar faz rondas na localidade afim de prender os criminosos. (Panorama Ipiaú)

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Oposição diz que governador fere princípio de moralidade na gestão pública ao nomear condenada por fraude

Oposição diz que governador fere princípio de moralidade na gestão pública ao nomear condenada por fraude

Considerando um desrespeito a administração pública do estado, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa criticou hoje (21/09), a nomeação da ex-prefeita de Barreiras para o comando da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur). O líder da Bancada, deputado Leur Lomanto Jr. (PMDB), disse que o governador Rui Costa (PT) fere o princípio da moralidade na administração pública ao nomear a ex-prefeita, condenada em maio deste ano a uma pena de três anos por fraude em licitação para compra de medicamentos, materiais hospitalares e odontológicos. “É um absurdo que o governador nomeie para um cargo tão importante, em uma das maiores secretarias do estado uma gestora que responde na Justiça por atos de improbidades administrativas. Há uma evidente falta de observância a um dos princípios que deve valer na escolha de um titular que é a comprovação de um comportamento inquestionável que o gestor deve ter a frente de uma administração e não é isso que a ficha da ex-prefeita aponta”, afirmou. Os deputados esperam que o governador demonstre bom senso e reveja a decisão de deixar nas mãos da ex-prefeita uma pasta que responde pelo desenvolvimento urbano do estado. “Fica claro o desrespeito e a intenção apenas política do governador em nomear uma liderança de um município grande, às vésperas de um ano eleitoral, num sinal de uso da máquina pública para articulação da pré-campanha ao governo da Bahia”,frisou o vice-líder da Bancada, deputado Luciano Ribeiro (DEM).
Assessoria de Comunicação

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Após derrota, Ipiaú ganha nova chance no Intermunicipal e vai enfrentar Uruçuca

Seleção de Ipiaú, apesar da derrota para Valença, continua no Intermunicipal (Foto: Giro Ipiaú)

Mesmo perdendo nos pênaltis para a seleção de Valença, a equipe de Ipiaú permanecerá na disputa do Intermunicipal 2017. Dono de uma das melhores campanhas da primeira fase do campeonato, o time de Ipiaú se beneficiou como uma das equipes biônicas e vai enfrentar Uruçuca no próximo domingo. A informação foi divulgada no site oficial da Federação Baiana de Futebol (FBF). Nesse domingo (24), a seleção de Ipiaú venceu Valença no tempo regulamentar do jogo pelo placar de 2×1, mas como tinha perdido em Valença por 1X0, a partida acabou nas penalidades máximas, quando Valença venceu por 5X3.

Valença venceu a equipe de Ipiaú nos pênaltis (Foto: Giro Ipiaú)

O jogo – A seleção de Ipiaú recebeu a seleção de Valença no estádio municipal Pedro Caetano, diante de milhares de torcedores, em busca de reverter o placar adverso do jogo de ida, quando foi derrotada pelo placar de 1 a 0. Conforme as outras partidas no Pedro Caetano, a seleção de Ipiaú tomou as rédeas do jogo, ficou mais tempo com a bola, porém faltava objetividade, a transição era lenta, os meias não criavam e o ataque era engolido pelos zagueiros de Valença que, por sua vez, jogou o tempo todo com o regulamento debaixo do braço, recuada, explorando os contra-ataques, jogando no erro de Ipiaú, que em muitas ocasiões falhou na marcação e propiciou chegadas perigosas do time de Valença, que não as aproveitou.

Igor marcou gol de pênalti no final do primeiro tempo (Foto: Giro Ipiaú)

Quase no fim do primeiro tempo, Valença teve uma clara chance de gol, que poderia mudar completamente o desfecho da partida, mas seu camisa 10, frente a frente com o goleiro Kamal, chutou pra fora. Em seguida, na base do abafa, o meia Esquerdinha recebeu dentro da área, limpou o zagueiro e na hora de chutar foi calçado por trás, pênalti bem marcado pelo árbitro Antônio Marcelino. Igor, com categoria, deslocou o goleiro e abriu o placar. O gol aliviou a tensão dos jogadores e da torcida, que estavam nervosos e apreensivos com o zero do placar.

Ipiaú venceu o tempo regulamentar do jogo por 2X1 (Foto: Giro Ipiaú)

Na volta para o segundo tempo, quando esperava-se que Ipiaú pudesse ampliar o placar, foi Valença que empatou. Em bola cruzada na área, Igor e Ramon não conseguiram tirar, e o atacante de Valença cabeceou no canto. Com o resultado, Ipiaú voltava a estar eliminada, precisando de mais um gol. O técnico Netão colocou o time pro ataque, optando pela entrada do atacante Jhon, já que precisava do resultado e Adnael Secão, Esquerdinha e Mateus estavam tecnicamente mal. Em jogada individual, Jhon bateu firme de perna esquerda, colocando Ipiaú de novo à frente do placar e fazendo o torcedor explodir de emoção.

Seleção de Ipiaú (Foto: Giro Ipiaú)

O duelo terminou assim, 2 a 1 para Ipiaú, que manteve sua invencibilidade dentro de casa, com 04 vitórias em 04 jogos. A decisão foi para os pênaltis, mas a seleção de Ipiaú foi derrotada por 5×3, depois que o meia Ezequiel chutou na trave. Apesar do revés, Ipiaú continuar na disputa do intermunicipal como biônica e enfrentará Uruçuca no próximo domingo. O local da primeira partida ainda será definido.
(Giro/Romário Henderson)
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Supostos índios e integrantes de movimentos sociais invadem fazenda de Geddel

Fazenda foi invadida na madrugada deste sábado (Foto: Blog Políticos do Sul da Bahia)

Uma fazenda que segundo a polícia pertence ao ex-ministro do governo Temer Geddel Vieira Lima e ao irmão dele, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, foi invadida na madrugada deste sábado (23), no município de Potiraguá, sul da Bahia. Segundo informou o delegado Antônio Roberto Gomes da Silva Júnior, coordenador da Polícia Civil em Itapetinga, município onde o caso foi registrado, cerca de 25 homens que dizem ser índios, armados com espingardas e outras armas longas, invadiram a Fazenda Esmeralda por volta das 2h da manhã. “Eles fizeram os funcionários reféns durante toda a madrugada e, no inicio da manhã, libertou todo mundo”, afirmou o coordenador, acrescentando que ninguém ficou ferido na ação. Ainda segundo Antônio Roberto Júnior, outras pessoas que seriam do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra (MST) e do Movimento de Luta Pela Terra (MLT) também invadiram a fazenda. O delegado destaca, entretanto, que os integrantes que seriam dos movimentos sociais não estão armados. O coordenador de Itapetinga informou que um inquérito foi instaurado para apurar o caso, e que se for comprovado que os invasores são realmente índios, o caso passará para a Polícia Federal. A família Vieira Lima ainda não se manifestou sobre a ocupação.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Jequié: Jovem de 19 anos é morto a tiros na frente de sua residência

Vítima foi morta na noite dessa sexta-feira (Foto: Reprodução)

A violência segue desenfreada na região. Na noite dessa sexta-feira (22), um jovem de 19 anos foi assassinado a tiros em Jequié. Roger Santos Cruz foi surpreendido por uma dupla de moto, na Rua Adolfo Ribeiro, no bairro São Judas Tadeu, que lhe atingiu com diversos disparos de arma de fogo. O crime aconteceu em frente à residência da vítima. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica esteve no local e removeu o corpo. A polícia investiga a autoria e qual teria sido a motivação do homicídio. Populares relataram que o crime pode ter sido passional.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Acusado de estuprar duas mulheres é detido em flagrante por populares, mas consegue fugir

Homem foi detido por populares, mas conseguiu fugir.

Um homem acusado de estuprar duas senhoras na zona rural de Santa Brígida, norte da Bahia, foi detido nessa semana por populares em flagrante. De acordo com o blog Chico Sabe Tudo, o homem, ainda não identificado, foi encontrado totalmente despido. O indivíduo foi amarrado e  mobilizado por populares enquanto aguardava a chegada da Polícia, contudo, ele conseguiu fugir. Moradores da localidade e a polícia buscam o acusado.
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Infestação no Planalto confirma: o Brasil está entregue às baratas

Infestação no Planalto confirma: o Brasil está entregue às baratas

Moreira Franco, Michel Temer e Eliseu Padilha | Foto: Marcelo Camargo / ABr

Parece piada pronta, mas não é. A Folha de S. Paulo relatou na última sexta-feira (22) que o Palácio do Planalto vive uma infestação de baratas. E não é novidade. Segundo registros da imprensa, além de Michel Temer, ex-ocupantes do prédio, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, também tiveram problemas com os insetos. Engana-se, no entanto, quem acredita que o problema de baratas em Brasília pode ser associado apenas aos últimos três presidentes da República. Faz tempo que as infestações fazem parte do cotidiano do noticiário e, diante dos sucessivos casos de recorrência em “mal feitos”, dificilmente elas estão longe de acabar. Basta lembrar, por exemplo, que há um deputado que cumpre pena em regime semiaberto. Celso Jacob trabalha durante o dia na Câmara e, à noite, se recolhe para a Papuda, por falsificar documentos em 2002 para construção de uma creche em Três Rios (RJ), quando era prefeito da cidade. No próprio Palácio do Planalto, segundo a Procuradoria-Geral da República, há uma infestação de acusados de corrupção. Dois ministros, Eliseu Padilha, na Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, e o próprio Temer são considerados, pela PGR, como integrantes do “quadrilhão do PMDB”, que trocou benesses por dinheiro em benefício de si e do partido. Se na época em que Dilma presidia o Brasil percorreu pelo país uma onda que sugeria que a corrupção seria banida do poder quando a presidente fosse retirada do cargo, não foi o que se viu. Dois ex-ministros de Temer, Henrique Eduardo Alves e Geddel Vieira Lima, estão presos e, até onde se vê, sem data para deixar de ver o sol nascer quadrado. E um ex-assessor do atual ocupante do Planalto, Rodrigo Rocha Loures, está solto, mas foi flagrado carregando uma mala com R$ 500 mil em propina. Para não esquecer, há ainda o ex-deputado federal, Eduardo Cunha, carrasco da então presidente Dilma, e que também caiu em meio à nuvem de inseticida sob a égide da Operação Lava Jato. Esses citados compõem o “quadrilhão” citado por Rodrigo Janot na segunda denúncia contra um presidente da República em exercício. Lembremo-nos, todavia, que os peemedebistas voltaram a ser vidraça recentemente. Nas eras de José Sarney, Fernando Collor de Melo, Itamar Franco, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não faltaram episódios em que “baratas” infestaram os noticiários de maneira que não deveria acontecer para chefes de Estado. Parece que o problema desses tipos de insetos é antigo no Brasil e não tem muitas perspectivas de mudar. As baratas, coitadas, são tão vítimas quanto os brasileiros. Para elas, o inseticida funciona. Para o restante das pragas, nem as urnas funcionam.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Maia diz que vai decidir sobre pedidos de impeachment após votação de denúncia

Maia diz que vai decidir sobre pedidos de impeachment após votação de denúncia

Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai começar a decidir sobre os pedidos de impeachment protocolados na Casa após a apreciação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. A peça de acusação da Procuradoria-Geral da República será lida nesta segunda-feira (25) no plenário da Câmara. Para que a ação não prossiga no Supremo Tribunal Federal (STF), Temer precisa do apoio de 172 deputados. “Depois da segunda denúncia, eu vou começar a decidir pelos (pedidos de) impeachment”, disse Maia, em entrevista gravada na sexta-feira e exibida na madrugada desta segunda-feira no programa Canal Livre, da TV Bandeirantes. “Acho que as duas denúncias são suficientes para tratar desse assunto, os (pedidos de) impeachment serão redundância”, afirmou. Para Maia, a denúncia pode ter sua tramitação finalizada na Câmara em “três, quatro semanas”. O parlamentar avaliou que o presidente, por um lado, terá mais dificuldade para enfrentar a segunda denúncia por causa da base aliada mais enfraquecida. Na primeira acusação, a Câmara barrou o processo com o apoio de 263 deputados, em agosto. Por outro lado, segundo Maia, Temer poderá se beneficiar dos problemas verificados na delação da JBS. “Talvez uma coisa possa neutralizar a outra”, afirmou Maia. A entrevista à TV Bandeirantes foi dada no final da semana em que Maia veio a público reclamar que estava levando “facada nas costas” do PMDB pelo assédio do partido sobre deputados do PSB que negociavam migração para o DEM. Ao Canal Livre, no entanto, o presidente da Câmara declarou lealdade a Temer, ao afirmar que não conspira contra o presidente, que não é pré-candidato à Presidência e que trabalha com a hipótese de o peemedebista concluir seu governo. Maia voltou a afirmar que o governo tentou influenciar um “enfraquecimento” do DEM com a filiação do senador Fernando Bezerra Coelho (PE). O deputado citou a presença dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) na cerimônia de filiação de Coelho. “Se isso não é participação do governo com 3% de ótimo e bom para tentar influenciar um enfraquecimento do DEM, eu não sei o que é”. Maia disse que trouxe a situação à tona porque quer “ajudar” o governo a superar os problemas e tocar a agenda de reformas no Congresso. “O incidente está superado? Eu já coloquei o problema, só vai estar superado quando o PMDB entender que a prioridade do partido não deveria ser fortalecer o PMDB, deveria ser fortalecer o governo na situação que o governo tem hoje”, afirmou o presidente da Câmara. “Eu não estou distante do governo, a agenda do governo é a minha agenda”, enfatizou. O deputado afirmou também que não há “clima” para votar a reforma da Previdência após as denúncias contra Temer. “A gente tinha 300 votos para votar antes da delação da JBS. A gente tem voto, a gente não tem é clima.” Para aprovar a proposta, o governo precisa de pelo menos 308 apoios na Câmara. Maia disse que, hoje, o número de parlamentares que votariam favoráveis à medida é de 150 a 200. A dificuldade de Temer na reforma da Previdência, acrescentou Maia, aumenta por causa de “equívocos” na articulação durante a primeira denúncia. Ele citou a sinalização que Temer fez para a candidatura do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), à Presidência da República em detrimento do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Negando ser candidato a presidente ou a governador do Rio de Janeiro em 2018, Maia disse que seu propósito é buscar um nome para concorrer à Presidência da República pelo DEM. Mais uma vez, ele acenou para João Doria, mesmo falando que não vai trabalhar para tirar o prefeito do PSDB. “Se a decisão do DEM for não disputar (…), teremos o maior prazer de apoiar o Doria, se o Doria for candidato.” O deputado afirmou que, entre os tucanos, Alckmin tem a preferência para viabilizar sua candidatura e que o DEM precisa buscar alguém com um perfil mais “jovem”, entre 50 e 55 anos. O prefeito da capital paulista tem 59 anos e o governador, 64. Diante da tentativa de aprovar mudanças para o sistema eleitoral em tempo hábil para as eleições do ano que vem, Maia disse que o Congresso não tem condições de aprovar um fundo eleitoral superior a R$ 800 milhões para 2018. Uma das propostas viáveis, citou, é reduzir de 20% para 5% a verba de parte do fundo partidário que vai para as fundações dos partidos em ano eleitoral e destinar o recurso para a campanha. Entre as mudanças constitucionais, ele acredita que será possível apenas criar uma cláusula de desempenho e acabar com as coligações em 2020.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

No apagar das luzes, Bahia vence o Grêmio e se afasta do Z-4

No apagar das luzes, Bahia vence o Grêmio e se afasta do Z-4

De pênalti, Rodrigão marcou | Foto: Max Haack / Ag Haack / Bahia Notícias

Foi no sufoco, mas o Bahia voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Dentro da Arena Fonte Nova na noite deste domingo (24), o Tricolor não fez um bom jogo, mas insistiu e foi premiado com um gol no último minuto de jogo, feito por Rodrigão  em cobrança de pênalti.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Vitória supera Atlético-MG fora de casa e deixa o Z-4

 Vitória supera Atlético-MG fora de casa e deixa o Z-4

Foto: Daniel Teobaldo/Futura Press/Estadão Conteúdo

O Vitória fez jus à fama de “visitante indigesto” e venceu o Atlético-MG por 3 a 1, neste domingo (24), no Independência, em Belo Horizonte (MG), válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Neilton, Yago e Santiago Tréllez anotaram para o Rubro-negro baiano, enquanto Cazares balançou a rede para o Galo. Com o resultado, o Leão chegou aos 29 pontos e deixou o temido Z-4. 

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Militares brasileiros que integraram missão de paz no Haiti começam retorno

Militares brasileiros que integraram missão de paz no Haiti começam retorno

Foto: Reprodução / G1

Parte do efetivo de militares brasileiros que compõem a missão da Organização das Nações Unidos (ONU) para a Estabilização do Haiti (Minustah) começou a voltar para o Brasil neste fim de semana. Segundo informações do portal G1, os militares desembarcarão em São Paulo, onde passarão por exames e ficarão em observação por um período de quarentena, procedimento padrão antes da liberação para que eles retornem a suas residências. É o último grupo brasileiro em operação internacional no Haiti – a missão foi criada em 2004, após um levante civil derrubar o então presidente, Jean-Bertrand Aristides e teve a participação de 300 mil pessoas. A missão de paz foi encerrada pelas Nações Unidas em 15 de outubro, pouco antes, em 31 de agosto, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, realizou uma cerimônia em Porto Príncipe, capital do país, fechando oficialmente a presença brasileira no Haiti. Um voo com militares brasileiros já chegou a São Paulo neste domingo (24). No total, serão cinco escalões, cada um trazendo aproximadamente 200 militares do Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira e Marinha do Brasil. O resto da tropa, incluindo comandantes e chefes de equipes, retorna em outubro. O material usado, como armas, coletes, capacetes, munições e carros blindados, serão transportados em navios alugados pela ONU ao Rio de Janeiro.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Conquista: Passageiro de ônibus é flagrado pela PRF com R$ 700 mil em mala

Conquista: Passageiro de ônibus é flagrado pela PRF com R$ 700 mil em mala

Foto: Divulgação / PRF-BA

O passageiro de um ônibus foi flagrado durante uma operação da Polícia Rodoviária Federal na BR-116, em Vitória da Conquista, com R$ 700 mil dentro de uma mala. Segundo informações do Blog do Anderson, a mala estava no bagageiro do veículo, da empresa Gontijo, que fazia a linha São Paulo – Natal. Identificado pela PF, o dono da mala não soube informar a origem do dinheiro. Ele relatou que estava em Brasília (DF), viajou para São Paulo (SP), onde recebeu o dinheiro e estava levando a mala para Recife (PE). A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Voos de Funaro batem com datas de repasses a Geddel, diz investigação

Voos de Funaro batem com datas de repasses a Geddel, diz investigação

Foto: Agência Brasil

O relatório da Polícia Federal sobre o “Quadrilhão do PMDB” na Câmara, que embasou denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, apresenta um capítulo sobre pagamentos de propinas à suposta organização criminosa do partido. Em tópico relacionado somente ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), as investigações apontam para voos do delator Lúcio Funaro com destino a Salvador, onde permanecia por aproximadamente meia hora, decolando de volta ao ponto de partida. As datas e horários, fornecidos aos investigadores por empresa dona do hangar, são equivalentes às apontadas em planilhas de Funaro em que são registrados supostos pagamentos ao ex-ministro. Segundo a PF, documentos apontam para repasses de R$ 16,9 milhões do operador a Geddel somente entre 2012 e 2015. Geddel está preso preventivamente desde o dia 8 de setembro, após a Polícia Federal descobrir, na Operação Tesouro Perdido, um apartamento em Salvador a apenas 1,2 Km da casa do peemedebista, com R$ 51 milhões em dinheiro vivo em malas e caixas. Ele é investigado na Operação Cui Bono? por supostos desvios oriundos de liberações de empréstimos àépoca em que foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal. O dinheiro tinha as digitais do ex-ministro e do ex-chefe da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Pedreira Couto Ferraz. Aliado ao PMDB na Bahia, Ferraz é apontado pela PF como o interposto que teria pego dinheiro para Geddel do doleiro Lúcio Funaro em São Paulo. Em delação, Funaro afirma ter feito pagamentos de R$ 20 milhões ao peemedebista. Desse total, a PF encontrou registros de voos e pagamentos em planilhas que supostamente são relacionados aos repasses de R$ 16,9 milhões. Nas planilhas do delator, Geddel é associado às indicações “G”, “Ge”, “Gu”, “Ged”, “Gued”, “If/g” e “If-salv”, de acordo com a PF. O doleiro alegou que teria entregue valores e o ex-ministro teria feito entregas a um hangar da Aero Star Taxi Aereo LTDA, no aeroporto de Salvador. A empresa forneceu as informações sobre pousos e decolagens do delator. Cruzando dados fornecidos pela empresa com planilhas de Funaro, a Polícia Federal identificou indícios de pagamentos a Geddel. “Com relação ao registro de pagamento referente ao dia 30/01/2014, dos valores de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais), em oficio emitido pela empresa Aero Star, verificou-se que Lúcio Funaro contratou, por meio de sua empresa Viscaya Holding Participações, intermediações, estruturações e serviços LTDA, serviços de “hangaragem” no dia 29/01/2014, um dia antes da data registrada na planilha de pagamentos a Geddel. A aeronave, PT -MJC, de propriedade de Lúcio Funaro, permaneceu do hangar da empresa por apenas 30 minutos. Entre 19:02h e 19:32h. Esse curto período de parada, juntamente com os contextos apresentados, permitem inferir que o objetivo da viagem teria sido unicamente para a entrega de valores conforme a planilha de Funaro”, conclui a PF. Em situação semelhante, no dia 17 de fevereiro do mesmo ano, quando o doleiro registrou pagamento de R$ 650 mil a Geddel em suas planilhas, consta na ficha de atendimento de serviço de hangaragem da Aero Star Taxi Aéreo para o avião de Lúcio uma permanência de apenas 42 minutos. Segundo a PF, esse período curto reforça, mais uma vez, as declarações de Lúcio Funaro sobre o fato de ter viajado até Salvador com a única finalidade de proceder à entrega de valores no hangar da empresa. A Polícia Federal ainda relata situações semelhantes em que os voos de Funaro, com permanência curta em Salvador, batem com registros de supostos pagamentos a Geddel. Em uma das ocasiões em que o doleiro relata ter feito entregas a Geddel Vieira Lima em março de 2014, quando ficou hospedado no hotel Pestana, em Salvador. De acordo com o doleiro, o peemedebista teria chegado em sua Cherokee. A Polícia Federal recebeu, do hotel Pestana, o registro de hospedagem de Funaro e identificou, na declaração de bens de Geddel, a Cherokee mencionada pelo delator. Funaro ainda entregou doação oficial por meio de empresa à qual é ligado, a Araguaia Energia Elétrica, no valor de R$ 50 mil, ao PMDB da Bahia, cuja pessoa jurídica está em nome de Geddel.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Mega-Sena acumula e pagará R$ 40 milhões na próxima quarta

Mega-Sena acumula e pagará R$ 40 milhões na próxima quarta

Foto: Divulgação

A Mega-Sena acumulou pela sexta vez consecutiva após o último sorteio, realizado na noite deste sábado (23) e pagará R$ 40 milhões no próximo concurso, que acontece na próxima quarta-feira (27). No concurso deste sábado (1.971) foram sorteadas as seguintes dezenas: 04 – 10 – 41- 44 – 52 – 54. Houve 39 apostadores que fizeram a quina (cinco acertos), ficando cada um com R$ 67.779,73. Outros 4.001 acertaram a quadra (quatro dezenas), ganhando, cada um, o prêmio de R$ 943,83.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint