Daily Archives: 06/12/2017

Apagão deixa cidades do sul, centro-sul e sudoeste sem energia por 1 hora

 Ipiaú, Ibirataia, Gandu, Jitaúna, Jequié, Jaguaquara, Itaquara, Itiruçu, Lajedo do Tabocal, Maracás, são algumas das cidades que ficaram sem energia na noite dessa terça-feira (05). O apagão teve início às 19h20 e durou pouco mais de uma hora. Especula-se que um problema na Usina do Funil, em Ubatã, teria sido a causa da interrupção de energia elétrica nessas localidades, mas até o fechamento desta edição, às 22h17, a Coelba não havia emitido uma nota sobre o apagão. O número de cidades que ficou no escuro ainda não foi contabilizada oficialmente, mas acredita-se que mais de 20 municípios tenham sido atingidos.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deputado Eduardo Salles parabeniza FAMUIP pelo bi-campeonato baiano de fanfarras

O deputado Eduardo Salles (PP) parabenizou os integrantes da Fanfarra Municipal de Ipiaú pela conquista do campeonato estadual de fanfarras, evento realizado no último domingo (03), em Ipiaú. “Recebi a notícia de que a Fanfarra de Ipiaú, FAMUIP, foi a vencedora da Final do Campeonato Estadual de Fanfarras, promovido pela ACBFFB, em Ipiaú. Estive presente na abertura do evento com a prefeita, Maria das Graças, prestigiando as 25 fanfarras, e ficamos muito felizes com o que vimos. Essa conquista tem o trabalho e o empenho do regente Nilton, a quem parabenizo em nome de todos os integrantes da Fanfarra de Ipiaú. Logo, apresentarei uma moção de aplausos para a Fanfarra de Ipiaú, na Assembleia Legislativa da Bahia”, disse o deputado. Campeã em 2016, esse foi o segundo título consecutivo da Fanfarra Municipal de Ipiaú (FAMUIP).

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

PM e Projeto Mão Amiga realizam campanha para arrecadar alimentos e brinquedos

A 55ª Companhia Independente da Polícia Militar de Ipiaú integrada à corrente do bem participa do Projeto Mão Amiga, no Natal Solidário. A campanha visa arrecadar alimentos e brinquedos novos e usados que serão distribuídos para famílias menos favorecidas no município de Ipiaú. As doações podem ser feitas no Sindicato dos Agente de Saúde de Ipiaú, na sede da 55ª CIPM e na CLIMED. Mais informações podem ser adquiridas através dos contatos (73) 99999-9927/ 98826-0762.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Marcelo Odebrecht deve deixar a prisão no próximo dia 19; soltura preocupa empresa

Após ficar dois anos e meio atrás das grades, o empresário Marcelo Odebrecht deixa a prisão no próximo dia 19. Nunca um empresário do porte de Marcelo, ex-presidente e herdeiro do maior grupo de construção do país, ficou preso por tanto tempo. Não há, porém, o menor clima na empresa para festejar a saída de Marcelo, que ficará em prisão domiciliar por dois anos e meio. O ambiente, de acordo com executivos e delatores ouvidos pela Folha, é de preocupação. De acordo com pessoas com acesso ao empresário na prisão, ele se mostra insatisfeito com um acordo cujo resultado considera extremamente injusto, principalmente no que se refere à sua participação no pagamento de propina. Há o temor de que aponte omissões e imprecisões no acordo, tema frequente de conversas de quem o visita em Curitiba. No período em que está preso, o ex-presidente da Odebrecht rompeu com o diretor jurídico do grupo, Adriano Maia, com a irmã, Mônica, com o cunhado, Maurício Ferro, que também é diretor no grupo, e com a mãe, a quem era muito ligado. Com o pai, Emílio Odebrecht, presidente do conselho do grupo, ele já havia brigado antes mesmo de ter sido preso, em junho de 2015. A prisão e o acordo de delação ampliaram o fosso entre pai e filho. A delação da Odebrecht, que envolveu 77 executivos, foi arquitetada por Emílio, que via nesse instrumento a única maneira de salvar os negócios da falência. Não foi bem um acordo, segundo Theo Dias, advogado que coordenou o processo, mas uma “rendição”. *FOLHA

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Itagibá: Secretaria de Meio Ambiente realiza ações de recuperação de nascentes de rios

Diante da crise hídrica existente no município de Itagibá, a Secretaria de Agricultura e Meio de Ambiente realiza ações para fins de revitalização dos Rios do Peixe seus afluentes e demais rios. Um dos objetivos deste projeto, visa a recomposição da mata ciliar do leito dos rios e de suas nascentes, de modo a evitar as perdas de água por evaporação e o assoreamento destes corpos hídricos. O projeto está sendo desenvolvido em parceira com os fazendeiros locais, que prometem contribuir para o sucesso destas ações. Estamos apenas começando, e temos um grande desafio pela frente, contudo vamos firmes neste projeto, que sem dúvidas, irá beneficiar toda a comunidade itagibense.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

PMDB se reúne nesta quarta para decidir sobre fechamento de questão na reforma

PMDB se reúne nesta quarta para decidir sobre fechamento de questão na reforma

O presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), convocou reunião da executiva nacional do partido para esta quarta-feira (6), 16 horas, para decidir se a legenda fechará questão ou não a favor da reforma da Previdência. Segundo o líder da sigla na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP), a expectativa é de que o fechamento de questão seja aprovado, pois já há maioria para isso. O fechamento de questão é uma decisão tomada pela maioria da executiva nacional de um partido. Quando isso acontece, parlamentares que votarem de forma diferente ao que determinou a direção da legenda podem ser punidos até mesmo com a expulsão. Há também o fechamento simbólico feito pelas bancadas no Congresso. Nesse caso, porém, não costuma haver punição. O governo espera que o fechamento de questão do PMDB tenha um “efeito-manada”, ou seja, leve outros partidos da base aliada a também fecharem questão. Governistas acreditam que partidos como PP, PTB e PRB poderão seguir o exemplo e fechar questão. O PSDB marcou reunião para esta quarta-feira para tratar do assunto, mas, segundo o líder da sigla, Ricardo Tripoli (SP), não deve haver deliberação. “Fechar questão é o mínimo que o partido do presidente da República pode fazer para garantir a estabilidade”, afirmou o líder do PMDB. De acordo com ele, a perspectiva é de que, se a reforma da Previdência for aprovada, os indicadores econômicos devem melhorar. Um deles, disse, deve ser o desemprego, que poderá cair de 12% para 8%, de acordo com o peemedebista. Baleia ressaltou que o pedido de fechamento de questão do partido foi encaminhado por ele. Segundo o peemedebista, há “maioria absoluta” na bancada da sigla, a maior da Casa, com 60 parlamentares, a favor da proposta. Ele não informou, porém, quantos deputados vão votar a favor da matéria. “Vamos trabalhar um número grande de deputados para votar a favor”, disse. Ele também desconversou ao ser questionado se o partido deverá punir os deputados que votarem contra a reforma. Segundo ele, essa é uma questão a ser definida pela direção do partido. “A ideia é que deputados sejam convencidos de que aprovar a reforma é melhor caminho”, disse.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint