Defesa de Lula vai acusar Moro de contradição para tentar reverter sentença no TRF-4

Defesa de Lula vai acusar Moro de contradição para tentar reverter sentença no TRF-4

Foto: Ricardo Stuckert

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai acusar o juiz federal Sérgio Moro de ter cometido uma contradição para tentar reverter a sentença contra Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). De acordo com informações da Folha de S. Paulo, os advogados do ex-presidente devem apontar que Moro não poderia ter julgado o caso depois de reconhecer que os recursos para a reforma do tríplex no Guarujá não tinham relação com desvios da Petrobras. O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que o juiz de Curitiba pode julgar apenas os casos relacionados à estatal. Lula foi condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão em 12 de julho do ano passado. A sentença relata que o valor de R$ 3,7 milhões destinado à reforma do tríplex tiveram origem na conta que o grupo OAS tinha com o PT “decorrente da contratação dele [o grupo OAS] pela Petrobras”. No entanto, ao julgar recursos impetrados pela defesa de Lula após a sentença, Moro afirmou que jamais afirmou “que os valores obtidos pela construtora OAS nos contratos com a Petrobras foram utilizados para pagamento de vantagem indevida para o ex-presidente”. Ainda segundo a Folha de S. Paulo, se os três desembargadores do TRF-4 responsáveis pelo julgamento de Lula aceitarem o argumento, o caso pode voltar ao marco zero.

Leia também

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *