Daily Archives: 23/02/2018

Procurador do TJD pede rebaixamento do Vitória do Campeonato Baiano 2018

O procurador Hermes Hilarião Teixeira Neto, da Procuradoria da Justiça Desportiva, ofereceu denúncia, nesta quinta-feira (22), contra os envolvidos na confusão do Ba-Vi do último domingo (18).  No documento, Hermes Hilarião também pede a desclassificação e rebaixamento do Esporte Clube Vitória do Campeonato Baiano por, segundo ele, dar o encerramento de forma intencional à partida. A previsão é que o julgamento aconteça na próxima terça-feira, 27,  às 18h (horário de Brasília).

– Foram denunciados 12 atletas, o Vitória, o técnico Vagner Mancini e o supervisor Mário Silva – disse Hermes Hilarião, em entrevista ao GloboEsporte.com.

O procurador continua que, por decidir pelo encerramento intencional da partida, o Vitória prejudicou equipes como Jequié e o Fluminense de Feira, que disputam classificação para a semifinal da competição.

– Na nossa avaliação, o Vitória, através de seus atletas, do técnico Vágner Mancini e do supervisor Mário Silva, resolveu dar ensejo ao término da partida de forma proposital, intencional. Isso gerou prejuízo desportivo ao Jequié e ao Flu de Feira porque o campeonato está em fase de pontos corridos. Em razão desse prejuízo a terceiros, o Vitória, em razão do art. 205, parágrafo II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, merece ser desclassificados do Campeonato. O fundamento do rebaixmento, por tudo o que falei, pela conduta antidesportiva, com base no Código Disciplinar da Fifa, que se aplica ao Campeonato Baiano, em razão do seu próprio regulamento, do art. 79, item II, entendemos que merece também ser rebaixado – disse o procurador em entrevista ao GloboEsporte.com.

Na última quarta-feira (21), o Vitória ingressou com um mandado de segurança junto ao TJD-BA para tentar manter o placar do Ba-Vi empatado em 1 a 1. Com a divulgação da súmula do jogo, a FBF determinou que o Tricolor havia vencido o Ba-Vi por W.O., o que garantiu o placar de 3 a 0 para tricolor.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Operação apreende drogas, armas e dois líderes de facções no Presídio de Jequié

Operação apreende drogas, armas e dois líderes de facções no Presídio de Jequié

A Polícia desencadeou a Operação de revista de celas no Conjunto Penal de Jequié, a pedido da Policia Civil da BA, através do Delegado André Aragão, Coordenador da 6° COORPIN da cidade de Itabuna. Um dos investigado é o preso Charles Lopes Teles Andrade, vulgo charlinho, integrante da facção criminosa Raio A de Itabuna. O Coordenador Regional da 9° COORPIN, Fabiano Aurich, determinou a revista na sela do preso, Sandro Santos Queiroz, vulgo real, líder da facção RR DOIDEIRA, o qual foi escoltado para a COORPIN a fim de ser ouvido por está portando documento oficial e sigiloso da justiça estadual (Sobre uma operação ocorrida final do ano passado). A operação contou com o efetivo de 20 Policiais Militares do 19° BPM/CETO, sob o comando do TEN PM Ramon, Auxiliado pelo Ten PM Muniz, 13 agentes do GEOP,04 Policiais Civis sob o comando do DPC Moabe Lima, 04 Agentes da COORDIP, além do Diretor da Unidade Prisional de Jequié, CAP PM Henrique, o Coordenador de Segurança, os Coordenadores de Vigilância, 03 agentes penitenciários do CPJ. Todos os materiais ilícitos foram apresentados na delegacia de Polícia Civil.

Ao todo, foram apreendidos:

19 – Aparelhos celulares;
16 – carregadores de celular;
08 – fones de ouvido;
12 – cabos USB;
01 – cartão de memória;
02 – carregadores portáteis;
01 – cabo P2;
01 – pendrive;
01 – balança de precisão;
05 – cachimbos;
42,4g de cannabis sativa;
91g de cocaína em pó;
15,6g de cocaína em pedra;
03 – cadernos de Anotação;
01 – facão artesanal;
01 – bateria de celular.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Liberação da maconha ‘quebrava’ 80% das quadrilhas baianas, diz Barbosa

As comparações com a Bahia após a intervenção militar na segurança pública no Rio de Janeiro são descartadas pelo secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-BA), Maurício Barbosa. De acordo com o titular da pasta, a dinâmica de funcionamento das facções criminosas é diferente entre os dois estados. “O que é que nós queremos do governo federal: que consiga evitar que essa quantidade de droga e armas cheguem às nossas facções. O mapa do tráfico do Brasil está muito bem delineado. Se diz: ‘Ah, as facções criminosas vão sair do Rio de Janeiro por conta do Exército’. Mentira absurda e deslavada de gente que não sabe do que está falando. No Brasil nós temos duas grandes especialidades: futebol e segurança pública. Todo mundo sabe um pouco de futebol e de segurança, todo mundo é especialista, todo mundo é entendedor”, critica Barbosa em entrevista ao Bahia Notícias, afastando a ideia de uma migração do crime para a Bahia. Entre os dois estados, uma diferença apontada pelo secretário é a fragmentação das facções baianas, sobretudo do tráfico de drogas. “Nós temos dois grandes distribuidores de droga no país, que são de criação de outros estados, que não são dos nossos. E são essas facções que distribuem drogas para todas as facções do Brasil. O problema do tráfico de drogas na Bahia é a pulverização das ditas facções. Eu não consigo mais chamar de facção, mas de quadrilhas. Exemplo: Bonde do A, Bonde do B, Bonde do C. Cada um intitula o nome que quer. Aí você vai e prende uma grande liderança; no outro dia, o substituto dele intitula a facção com um novo nome: ‘Quadrilha do fulano’”, descreve, citando as brigas do tráfico no Subúrbio de Salvador, que chegam a ser encampadas por quatro “microfacções”. *Ler mais no Bahia Notícias.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Processos relacionados a Lula, Geddel e Cunha na Justiça de Brasília mudam de juízes

Processos relacionados a Lula, Geddel e Cunha na Justiça de Brasília mudam de juízes

Foto: Reprodução/ Facebook

Processos sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Geddel Vieira Lima e os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, que tramitam na Justiça de Brasília vão mudar de juízes. De acordo com informações do G1, eles ficavam sob responsabilidade do juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara Federal, mas agora passaram para a 12ª Vara, criada recentemente e especializada em lavagem de dinheiro. Os juízes Marcus Vinicius Reis e Polyanna Kelly Alves vão passar a analisar os processos e precisarão ler todos os documentos dos casos para poderem dar continuidade à condução das ações.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Joaquim Barbosa terá que indenizar repórter que mandou ‘chafundar no lixo’

Joaquim Barbosa terá que indenizar repórter que mandou ‘chafundar no lixo’

Foto: Nelson Jr. / STF

A Justiça do Distrito Federal negou recurso ao ex-ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), e manteve indenização de R$ 20 mil ao jornalista Felipe Recondo, por danos morais. De acordo com O Globo, o ex-ministro foi processado pelo repórter, em 2013, ao mandá-lo “chafundar no lixo”. Joaquim Barbosa ainda pode recorrer aos tribunais superiores. Os desembargadores concluíram que Barbosa se dirigiu de maneira ofensiva ao profissional, então repórter do jornal “O Estado de S. Paulo”. O caso aconteceu em março de 2013, após uma sessão do Conselho Nacional de Justiça presidida por Barbosa. O jornalista iniciou o diálogo perguntando: “Presidente, como o senhor está vendo…”. Antes de terminar a pergunta, veio a resposta de Barbosa: “Não estou vendo nada. Me deixa em paz, rapaz. Me deixa em paz. Vá chafurdar no lixo, como você faz sempre”. A defesa de Joaquim Barbosa entrou com um recurso alegando questões procedimentais no processo. O advogado do jornalista, Leonardo Furtado, disse que a decsiaõ da 4ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do DF, por unanimidade, ratifica o julgamento do tribunal realizado há dois anos, no qual o ex-minstro foi condenado. A Turma fixou que o réu deverá pagar também 10% do valor da indenização em honorários advocatícios, fora juros e outras taxas.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Ipiaú: Polícia Militar apreende 50 papelotes de cocaína e prende suspeito

Foram apreendidos 50 papelotes de cocaína (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

A Polícia Militar apreendeu 50 papelotes de cocaína no final da tarde dessa quinta-feira (22), durante a Operação Cidade Segura, realizada no bairro Constança. Segundo informou a PM, a droga estava com o jovem identificado como Lucian Santos de Lima.

O mototaxista que levava Lucian também foi conduzido à delegacia e liberado em seguida. A Operação Cidade Segura é realizada constantemente pela Polícia Militar e visa coibir os crimes e tráfico de drogas na cidade.

WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint

Itagibá: Ex-prefeito Marquinhos emite nota sobre denúncia de irregularidade na contratação de Paula Fernandes

Ex-prefeito e ex-secretária de Administração tiveram bens bloqueados no valor de R$ 320 mil.

O ex-prefeito de Itagibá, Marcos Valério Barreto (Marquinhos), emitiu, nesta quinta-feira (22), uma nota de esclarecimento sobre as denuncias de irregularidades na contratação da artista Paula Fernandes e da Banda Forró do Sacode, para o São João do município no ano de 2015 . No início dessa semana, a justiça acatou a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual, e bloqueou bens do ex-gestor e da ex-secretária de Administração no valor de R$ 320 mil. Na nota, Marquinhos diz que está tranquilo e confiante na Justiça: “Temos a certeza que não há ilícitos na contratação, tendo em vista, que tal procedimento tem sido usado por todos os municípios”, pontuou em um dos trechos da nota. Marquinhos ainda informa que até o momento, não foi notificado da decisão da justiça e desconhece o inteiro teor da denúncia. “Confiamos na justiça, e temos a certeza que tudo será devidamente esclarecido, e mais uma vez comprovado”.  
WhatsAppLinkedInGoogle+Outlook.comGoogle GmailEmailPrint